Estação Estrada Parque – Iniciada licitação da obra

Governo lança edital para construção da Estação. Parceria Público-Privada será lançada no próximo ano para gestão e manutenção. Será a primeira estação shopping do DF

O Governo do Distrito Federal decidiu que vai recorrer à iniciativa privada para viabilizar a Estação Estrada-Parque do Metrô, em Águas Claras. Será a primeira estação-shopping do DF, seguindo o que já exise em cidades europeias, norte-americanas e asiáticas. Em troca da concessão de direito real de uso da estação, a empresa vencedora da concorrência pagará uma taxa ao Metrô, que ficará responsável pela operação dos trens e a bilhetagem na estação-shopping.
Porém, antes da PP, o governo vai entregar a estação em funcionamento. E por isso já lançou o edital da obra.
A contratação tem valor estimado de R$ 3.033 milhões, e a previsão é de 10 mil novos usuários. As obras devem durar seis meses, com conclusão prevista para o segundo semestre de 2018.
Serão promovias a readequação das instalações elétricas e hidrossanitárias; recuperação das esquadrias e revestimentos (pintura, pisos, impermeabilizações); adequação de acessibilidade – substituição da escada existente e instalação de sinalização tátil e visual de piso; substituição dos reservatórios de água existentes; recuperação estrutural; e urbanização do acesso e entorno – execução de estacionamento.
De acordo com o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, a abertura da estação é uma demanda antiga dos moradores de Águas Claras e Vicente Pires, já que, na região há escolas, faculdades, shopping e conjuntos residenciais. “Colocar em operação a estação Escola Parque é uma grande conquista para o Metrô e, principalmente, para os moradores dessas duas cidades”, afirmou.
A estação
O terreno, de 29 mil metros quadrados, fica na Avenida Araucárias e conta com parte da construção de uma estação, que acabou não sendo inaugurada por problemas de engenharia e falta de recursos. A concessão será de 30 anos. Após esse prazo, o empreendimento retorna ao patrimônio do Metrô, que poderá explorá-lo comercialmente.
Mudança de destinação
A ampliação de uso de estação do metrô em Águas Claras foi tema de audiência pública no dia 13 de junho deste ano. O objetivo da reunião foi autorizar a ampliação de uso do lote da Companhia do Metropolitano do Metrô na Avenida das Araucárias, em Águas Claras. O terreno está disponível para a instalação da Estação Estrada-Parque, mas a companhia pretende estender os usos para a construção de um centro comercial, que deverá funcionar por meio de uma concessão público-privada. Para isso, no entanto, é preciso modificar a destinação do lote. De acordo com a pasta, a proposta obedece às normas de planejamento urbano da região e mantém com o Metrô a propriedade da área. A consulta foi organizada pela Comissão de Assuntos Fundiários da Câmara Legislativa e presidida pela deputada distrital Telma Rufino (Pros).
Estudos Técnicos realizados pela Segeth (Secretaria de Gestão do Território e Habitação) demonstram a viabilidade da ocupação compartilhada com a estação do metrô e com o uso complementar para empreendimento comercial, excluindo o uso residencial. A proposta do governo foi aprovada em 2016 pelo Conplan(Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal), que é composto por vários órgãos do GDF e de entidades da sociedade civil.
As demandas passadas pelos moradores e líderes comunitários serão analisadas pelos órgãos e, se for o caso, acrescidas ao projeto.
Cerca de 30 mil pessoas – sendo 10 mil estudantes universitários – serão beneficiadas. O Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas do Governo do Distrito Federal já autorizou o avanço do procedimento.
Serviço
O Edital e seus anexos encontram-se à disposição dos interessados, no site www.metro.df.gov.br e www.licitacoesmetrodf.com.br.
Horário e data da sessão pública para recebimento da documentação e propostas: às 10h do dia 8 de dezembro de 2017. Local: Auditório do Complexo Administrativo e Operacional do Metrô-DF, Avenida Jequitibá, 155 – Águas Claras – Brasília-DF. Outras informações poderão ser obtidas pelos telefones (61) 3353-7146/7147.